EVALUATION OF TUBERCULOSIS RECURRENCE CASES IN NORTH JUZEIRO CITY

Authors

  • Ana Carla Lacerda de Oliveira Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO
  • José Leonardo Gomes Coelho Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO
  • Valéria Ferreira da Costa Borba UFPE
  • Francisco Antônio Vieira dos Santos Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte
  • Edna Mori Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO
  • Willma José de Santana Centro Universitario de Juazeiro do Norte- UNIJUAZEIRO
  • Maria Angélica Farias Grangeiro URCA
  • Juliana Ribeiro Francelino Sampaio Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO

DOI:

https://doi.org/10.14295/aimj.v5i9.135

Abstract

Abstract: Tuberculosis is an infectious disease and according to the World Health Organization, the number of deaths due to the disease may be related to the renunciation of treatment, as it favors maintenance of the transmission chain and increases the bacterial resistance to the first drugs choice. This study aimed to evaluate the recurrence of tuberculosis in the city of Juazeiro do Norte-CE in the period from 2015 to 2018 regarding the sociodemographic profile of patients, comorbidities, number of contacts, sputum smear, sputum culture. This is a cross-sectional retrospective, descriptive study. Twenty-two cases of recidivism, with a higher prevalence of males, were observed in brown individuals with low educational level. The most prevalent form was pulmonary. The prevalence of Tuberculosis is still a challenge for public health, recidivist cases deserve to be evaluated with more criteria taking into account socioeconomic and demographic aspects.

 

Keywords: Recidivism. Resistance. Tuberculosis.

Author Biographies

Ana Carla Lacerda de Oliveira, Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO

1 Farmacêutica pelo Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO. email: anna.lacerda2014@outlook.com

José Leonardo Gomes Coelho, Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO

2 Acadêmico de Farmácia do Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO. email: leonardo-coelho-10@hotmail.com

Valéria Ferreira da Costa Borba, UFPE

3 Mestre em Ciências Farmacêuticas – UFPE. Email: valeria.borba@hotmail.com

Francisco Antônio Vieira dos Santos, Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte

4 Mestre em Saúde da Família e Docente da Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte. email: Francisco.santos@estacio.br

Edna Mori, Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO

5 Mestre em Tecnologia de Alimentos pela UFC, Graduada em Engenharia de Alimentos pela UNICAMP e Docente do Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO. email: Edna.mori@fjn.edu.br

Willma José de Santana, Centro Universitario de Juazeiro do Norte- UNIJUAZEIRO

6 Doutora em Ciências Biológicas pela UFPE,   Pós – Doutoranda em Ciências da Saúde pelo Centro Universitario de Saúde - ABC, Professora  do Centro Universitario de Juazeiro do Norte- UNIJUAZEIRO e Professora da Faculdade  de Tecnologia –FATEC- CARIRI. email: wjsantana@hotmail.com 

Maria Angélica Farias Grangeiro, URCA

7 Cirurgiã-Dentista, especialista em Perícia Criminal e Ciências Forenses – URCA, residente em Saúde da Família e Comunidade ESP/CE

Juliana Ribeiro Francelino Sampaio, Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO

8 Cirurgiã-dentista, Doutora em Saúde Materno Infantil pelo IMIP-PE e Docente do Centro Universitário de Juazeiro do Norte – UNIJUAZEIRO. email: jrfs22@hotmail.com


 


References

Barbosa B. L. F. A. et al (2017). Ações de controle da tuberculose na atenção primária brasileira. Rev. Pesq. Saúde, 19(1): 92-100. DOI: https://doi.org/10.21722/rbps.v19i1.17723.

Barbosa, I. R. et al (2013). Análise da distribuição espacial da tuberculose na região Nordeste do Brasil, 2005-2010. Epidemiol. Serv. Saúde, 2013; 22(4): 687-695. DOI: http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742013000400015.

Campani, S. T. A., Moreira J. S., Tietbohel C.N. (2011). J. Bras. Pneumol., 37 (6): 776-782. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132011000600011.

Clementino, F. S. et al (2016). Ações de controle da tuberculose: análise a partir do programa de melhoria do acesso e da qualidade da atenção básica. Texto contexto - enferm., 2016; 25 (4): 1-9. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072016004660015.

Diuana, V. et al (2008). Saúde em prisões: representações e práticas dos agentes de segurança penitenciária no Rio de Janeiro, Brasil. Cad. Saúde Pública, 24 (8): 1887-1896. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2008000800017.

Ferri, A. O. et al (2014). Diagnóstico da tuberculose: Uma revisão. Revista Liberato, 2014; 15 (24): 105-212.

Freire, T. B. (2014). Situação Epidemiológica da tuberculose em um Município do Cariri Cearense. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso), Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraiba, 2014. 23 f. Disponível em: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/ bitstream/123456789/3338/1/PDF%20-%20Thiara%20Batista%20Freire.pdf.

Fusco A. P. B. et al (2017). Spatial distribution of tuberculosis in a municipality in the interior of São Paulo, 2008- 2013. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 25: 1-9. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.1064.2888.

Germal, A. L. (2011). Produção de Medicamentos para o tratamento da tuberculose no Brasil. Universidade do Rio de Janeiro, 2011. 51 f. Disponível em: http://www.fundacaoataulphode paiva.com.br/wp-content/uploads/2013/03/A-relatorio-Andre-Gemal-versao-final.pdf.

Lemos, A. C. M., Matos, E. D, Bittencourt C. N. (2009) Prevalência de TB ativa e TB latente em internos de um hospital penal na Bahia. J Bras Pneumol., 35(1): 63-68. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132009000100009.

Ministério da Saúde (BR) (2011a). Secretaria de Vigilância em Saúde. Sistema nacional de vigilância em saúde: Relatório de situação: Ceará. 5. Ed, Brasília: Ministério da Saúde, 2011a. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/sistema_nacional_vigilancia_saude _ ce _5ed.pdf.

Ministério da Saúde (BR) (2011b). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Manual de recomendações para o controle da tuberculose no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde, 2011b. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br /bvs/publicacoes/manual_recomendacoes_controle_tuberculose_brasil.pdf.

Ministério da Saúde (BR) (2011c). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Tratamento diretamente observado (TDO) da tuberculose na atenção básica: Protocolo de enfermagem. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/tratamento_diretamente_observado _tuberculose.pdf.

Ministério da Saúde (BR) (2012). Resolução Nº 466, de 12 de Dezembro de 2012. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Diário Oficial da União. 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html. Acesso em: 12 mai. 2018.

Ministério da Saúde (BR) (2016). Resolução Nº 510, de 07 de Abril de 2016. Conselho Nacional de Saúde. Diário Oficial da União. Brasília, 2016. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2016/Reso510.pdf.

Ministério da Saúde (BR) (2017a). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Cartilha para o Agente Comunitário de Saúde: Tuberculose. Brasília: Ministério da Saúde, 2017a. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/ bvs/publicacoes/cartilha_agente_comunitario_saude_tuberculose.pdf.

Ministério da Saúde (BR) (2017b). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Brasil Livre da Tuberculose: Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose como Problema de Saúde Pública. Brasília: Ministério da Saúde, 2017b. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/brasil_livre_tuberculose_plano _nacional.pdf.

Monteiro, N. L. S. et al (2015). Abandono do tratamento da tuberculose: Uma análise epidemiológica dos seus fatores de risco. Caderno de Cultura e Ciência, 2015; 13(2): 90-99. DOI: http://dx.doi.org/10.14295/cad.cult.cienc.v13i2.855.

Nações Unidas no Brasil (ONUBR) (2017). Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades. 2017. Disponível em: https://nacoesunidas.org/ pos2015/ods3/. Acesso em: 15 fev. 2018.

Navarro P. D. et al (2016). Prevalence of latent Mycobacterium tuberculosis infection in prisoners. J. Bras. Pneumol; 42 (5): 348-355. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37562016000000001.

Nogueira, A. F. et al (2012). Tuberculose: uma abordagem geral dos principais aspectos. Rev. Bras. Farm., 2012; 93 (1): 3-9.

Pereira, J. C. et al (2015). Perfil e seguimento dos pacientes com tuberculose em município prioritário no Brasil. Rev Saúde Pública, 2015; 49 (6): 1-12. DOI: http://dx.doi.org/10.15 90/S0034-8910.2015049005304.

Rodrigo, I. C. et al (2017). Recidiva da tuberculose: fatores associados em um grupo de vigilância epidemiológica de São Paulo. Rev.Eletr.Enf., 2017; 19:1-13. DOI: https://doi.org/ 10.5216/ree.v19.42691.

Ruffino-Netto, A. (2001). Programa de Controle da Tuberculose no Brasil: Situação Atual e Novas Perspectivas. Inf. Epidemiol. Sus, 10(3): 129-138. DOI: http://dx.doi.org/10.5123/S01 04-16732001000300004.

Şimşek, A. et al (2016). Bronchoscopic diagnostic procedures and microbiological examinations in proving endobronchial tuberculosis. J. Bras. Pneumol., 42 (3): 191-195. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1806-7562015000000134.

Souza A. C. S., Silva M. L. S. J., Miranda L. N. (2017). Dificuldades na adesão do plano de tratamento pelo paciente com tuberculose. Ciências Biológicas e de Saúde Unit., 4 (2): 297-312.

Valenzuela-Jiménez, H., Manrique-Hernández E. F., Idrovo A. J. (2017). Association of tuberculosis with multimorbidity and social networks. J. Bras. Pneumol., 43 (1): 51-53. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s1806-37562016000000075.

Wendling A. P. B., Modena C. M., Schall V.T. (2012). O abandono do tratamento da tuberculose sob a perspectiva dos gerentes de diferentes Centros de Saúde de Belo Horizonte, MG, Brasil. Revista Enferm, Florianópolis, 21(1): 77-85. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/ S0104-07072012000100009.

Published

2020-07-30

How to Cite

Oliveira, A. C. L. de, Coelho, J. L. G., Borba, V. F. da C., Santos, F. A. V. dos, Mori, E., Santana, W. J. de, Grangeiro, M. A. F., & Sampaio, J. R. F. (2020). EVALUATION OF TUBERCULOSIS RECURRENCE CASES IN NORTH JUZEIRO CITY. Amadeus International Multidisciplinary Journal, 5(9), 90–102. https://doi.org/10.14295/aimj.v5i9.135

Issue

Section

Article