COGNITIVE-BEHAVIORAL THERAPY: AN ALLY OF THE UNIFIED HEALTH SYSTEM

Authors

DOI:

https://doi.org/10.14295/aimj.v5i9.117

Abstract

Abstract: The Unified Health System goes through several challenges, including the crisis related to public financing. The consequences generated by this crisis also affect the mental health network, which proves to be one of the most fragile networks in the public health system. As a result of the barriers encountered, this article seeks to analyze in the scientific literature how Cognitive-Behavioral Therapy can contribute to the better use of public spending through its objective and brief techniques. The study is characterized by a qualitative approach carried out through a non-systematic literature review in the data sources SCIELO, BVS, PUBMED® and Google Scholar. Although the number of articles found in the national literature is limited, studies conducted outside the country demonstrate the effectiveness of CBT in public health systems, especially regarding the remission of users' symptoms and the cost-benefit of public spending.

 

Keywords: Cognitive Behavioral Therapy; Public Health; Unified Health System; Government Financing.

Author Biographies

Lisiane Tuon, Universidade do Extremo Sul Catarinense

É Doutora em Medicina e Ciências da Saúde; Professora do Programa de Pós-graduação - Mestrado em Saúde Coletiva da UNESC; Coordenadora e Tutora da Residência Multiprofissional da UNESC; e Coordenadora do Núcleo de Saúde Coletiva da UNESC. Já foi Coordenadora do Programa de Pós-graduação - Mestrado em Saúde Coletiva da UNESC; Superintendente de Serviços Especializados e Regulação da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, onde atuou na coordenação e implantação da Rede de Urgência e Emergência, da Rede da Pessoa com Deficiência e das Centrais de Regulação por todo o Estado de Santa Catarina. Fez a implantação e coordenou do Centro Especializado em Recuperação CER/UNESC. Tem por linhas de pesquisas Gestão em Saúde; Epidemiologia; e Pessoa com Deficiência, com parceria junto a Federação das APAES do Estado de Santa Catarina. Possui dezenas de artigos publicados, livros e capítulos de livros, além de projetos de pesquisa em curso.

Rosimeri Vieira da Cruz de Souza, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Extremo Sul Catarinense. Pós-graduação em Psicopedagogia Escolar, Especialização em Teoria Cognitiva Comportamental, Mestrado em Administração pela UNISUL - Florianópolis. Experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Trabalho e Organizacional, Formação em Coaching e Neurocoaching para Lideranças, Capacitação pela FGV em RH Estratégico. Faz parte do corpo docente do Curso de Psicologia da Universidade do Extremo Sul Catarinense e Pós-graduação.

Karin Martins Gomes, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Vale do Itajaí (2003), mestrado em Ciências da Saúde pela Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC(2006) e doutorado em Ciências da Saúde pela Universidade do extremo sul catarinense - UNESC (2009). Possui espacialização em neuropsicologia e formação em Terapia Cognitiva. É tutora da residência multiprofissional - UNESC e esta como coordenadora do Curso de Psicologia - UNESC, é docente do curso de psicologia da UNESC.

References

Bardin, L. (2009). Análise de Conteúdo (4a ed). Lisboa: Edições 70.

Beck, J. S. (2013). Terapia cognitivo-comportamental. Porto Alegre: Artmed Editora.

Brasil (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal.

Brasil (1990a). Lei nº 8.080, de 19 de Setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências.

Brasil (1990b). Lei nº 8.142, de 28 de Dezembro de 1990.

Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências.

Brasil (2011). Portaria n. 3.088, de 23 de dezembro de 2011. Institui a Rede de Atenção Psicossocial no SUS – RAPS (Republicada em 31 dez. 2011, por ter saído, no DOU nº 247, 26 dez. 2011, Seção 1, p. 232-233, com incorreção no original). Diário Oficial da União, Brasília-DF, Seção 1, 26 dez.

Charchat-Fichman, H., Fernandes, C. S., & Landeira-Fernandez, J. (2012). Psicoterapia neurocognitivo-comportamental: uma interface entre psicologia e neurociência. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 8(1), 40-46.

David, D., Cristea, I., & Hofmann, S. G. (2018). Why Cognitive Behavioral Therapy Is the Current Gold Standard of Psychotherapy. Frontiers in Psychiatry, 9. doi:10.3389/fpsyt.2018.00004

Dobson, D., & Dobson, K. S. (2009). A terapia cognitivo-comportamental baseada em evidências. Porto Alegre: Artmed Editora.

Dobson, K. S.; Dozois, D. J. A. Fundamentos históricos e filosóficos das terapias cognitivocomportamentais. In: Dobson, K. S. et al. (Org.). Manual de terapias cognitivo-comportamentais. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006, cap. 1, p. 17-39.

Eriksson, M. C., Kivi, M., Hange, D., Petersson, E. L., Ariai, N., Häggblad, P., ... & Björkelund, C. (2017). Long-term effects of Internet-delivered cognitive behavioral therapy for depression in primary care–the PRIM-NET controlled trial. Scandinavian journal of primary health care, 35(2), 126-136.

Farina, M., Terroso, L. B., Lopes, R. M. F., & Argimon, I. I. L. (2013). Importância da psicoeducação em grupos de dependentes químicos: relato de experiência. Aletheia, (42), 175-185. Recuperado em 05 de julho de 2020, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942013000300015&lng=pt&tlng=pt.

Funcia, F. R. (2019). Subfinanciamento e orçamento federal do SUS: referências preliminares para a alocação adicional de recursos. Ciência & Saúde Coletiva, 24, 4405-4415.

Jokić-Begić, N. (2010). Cognitive-behavioral therapy and neuroscience: Towards closer integration. Psihologijske teme, 19(2), 235-254.

Karlin, B. E., Brown, G. K., Jager-Hyman, S., Green, K. L., Wong, M., Lee, D. S., … Ross, T. B. (2018). Dissemination and Implementation of Cognitive Behavioral Therapy for Depression in the Kaiser Permanente Health Care System: Evaluation of Initial Training and Clinical Outcomes. Behavior Therapy. doi:10.1016/j.beth.2018.08.002

Lopez, M. A., & Basco, M. A. (2014). Effectiveness of Cognitive Behavioral Therapy in Public Mental Health: Comparison to Treatment as Usual for Treatment-Resistant Depression. Administration and Policy in Mental Health and Mental Health Services Research, 42(1), 87–98. doi:10.1007/s10488-014-0546-4

Lopez, M. A., & Basco, M. R. (2010). Feasibility of Dissemination of Cognitive Behavioral Therapy to Texas Community Mental Health Centers. The Journal of Behavioral Health Services & Research, 38(1), 91–104. doi:10.1007/s11414-009-9209-8

Marback, R. F., & Pelisoli, C. (2014). Terapia cognitivo-comportamental no manejo da desesperança e pensamentos suicidas. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 10(2), 122-129. https://dx.doi.org/10.5935/1808-5687.20140018

Mariano, R. B. (2019). O movimento do cientista clínico e a psicologia clínica científica. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 15(2), 100-111.

McMartin, K., McDowell, S., Gajic-Veljanoski, O., Ali, A., Ekanavake, S., Wells, D. & Holubowich, C. (2018). Cognitive Behavioural Therapy for Psychosis: A Health Technology Assessment. Ontario health technology assessment series, 18(5), 1–141.

Medina, M., Velásquez, A. V., Ribero, O. J., & Trujillo, N. (2018). Costos médicos directos por intento de suicidio en pacientes del hospital mental de Antioquia, Colombia. Revista Panamericana de Salud Pública, 42, e129.

Melo, E. A., Almeida, P. F. D., Lima, L. D. D., & Giovanella, L. (2020). Reflexões sobre as mudanças no modelo de financiamento federal da Atenção Básica à Saúde no Brasil. Saúde em Debate, 43, 137-144.

Mendes, A. C. R., Toscano, C. M., Barcellos, R. M. S., Ribeiro, A. L. P., Ritzel, J. B., Cunha, V. S. & Duncan, B. B. (2016). Costs of the Smoking Cessation Program in Brazil. Revista de Saúde Pública, 50, 66. Epub November 10, 2016. https://doi.org/10.1590/s1518-8787.2016050006303

Menezes, A. P. D. R., Moretti, B., & Reis, A. A. C. D. (2020). O futuro do SUS: impactos das reformas neoliberais na saúde pública–austeridade versus universalidade. Saúde em Debate, 43, 58-70.

Paim, J. S. (2018). Sistema Único de Saúde (SUS) aos 30 anos. Ciência & Saúde Coletiva, 23(6), 1723-1728.

Pombo, S. & Ferro, A. (2018). Protocolo cognitivo-comportamental para a perturbação de pânico: eficácia numa amostra portuguesa. Psicologia, Saúde & Doenças, 19(3), 693-709. https://dx.doi.org/10.15309/18psd190318

Rangé, B. P., Falcone, E. M. O, & Sardinha, A. (2007). História e panorama atual das terapias cognitivas no Brasil. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 3(2) Recuperado em 05 de julho de 2020, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-56872007000200006&lng=pt&tlng=pt.

Revicki, D. A., Siddique, J., Frank, L., Chung, J. Y., Green, B. L., Krupnick, J., … Miranda, J. (2005). Cost-effectiveness of Evidence-Based Pharmacotherapy or Cognitive Behavior Therapy Compared With Community Referral for Major Depression in Predominantly Low-Income Minority Women. Archives of General Psychiatry, 62(8), 868. doi:10.1001/archpsyc.62.8.868

Rother, E. T. (2007). Revisão sistemática X revisão narrativa. Acta paulista de enfermagem, 20(2), v-vi.

Santos, R. T. D. (2018a). SUS: um novo capítulo de lutas. Ciência & Saúde Coletiva, 23, 1719-1720.

Santos, N. R. D. (2018b). SUS 30 anos: o início, a caminhada e o rumo. Ciência & Saúde Coletiva, 23, 1729-1736.

Serfaty, M. A., Haworth, D., Blanchard, M., Buszewicz, M., Murad, S., & King, M. (2009). Clinical Effectiveness of Individual Cognitive Behavioral Therapy for Depressed Older People in Primary Care. Archives of General Psychiatry, 66(12), 1332. doi:10.1001/archgenpsychiatry.2009.165

Silva, S. S, Pereira, R. C., & Aquino, T. A. A. (2011). A Terapia cognitivo-comportamental no ambulatório público: possibilidades e desafios. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 7(1), 44-49. Recuperado em 05 de julho de 2020, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-56872011000100008&lng=pt&tlng=pt.

Wright, J. H., Brown, G. K., Thase, M. E., & Basco, M. R. (2019). Aprendendo a Terapia Cognitivo-Comportamental-: Um Guia Ilustrado. Porto alegre: Artmed Editora.

Wright, J. H., Sudak, D. M., Turkington, D., & Thase, M. E. (2012). Terapia cognitivo-comportamental de alto rendimento para sessões breves: guia ilustrado. Porto Alegre: Artmed Editora.

Published

2020-07-30

How to Cite

Nunes, R. Z. de S., Tuon, L., Souza, R. V. da C. de, & Gomes, K. M. (2020). COGNITIVE-BEHAVIORAL THERAPY: AN ALLY OF THE UNIFIED HEALTH SYSTEM. Amadeus International Multidisciplinary Journal, 5(9), 45–56. https://doi.org/10.14295/aimj.v5i9.117

Issue

Section

Review Article